Geral

Polícia Federal fecha garimpo ilegal de ouro em Ouro Preto e Mariana

Geral 11/05/2022/ 18:02:00
Polícia Federal fecha garimpo ilegal de ouro em Ouro Preto e Mariana Foto/Divulgação: Polícia Federal - Garimpo ilegal era realizado no distrito de Antônio Pereira

Publicado por Raquel Freitas e Camila Falabela - g1 Minas 

Seis garimpeiros foram conduzidos à sede da PF para prestar esclarecimentos. Outra operação, do Ibama em parceria com a PM e a Polícia Civil, combateu garimpo ilegal na vizinha Mariana.

A Polícia Federal (PF) informou na manhã desta quarta-feira (11), que fechou um garimpo ilegal de ouro na cidade histórica de Ouro Preto, na Região Central de Minas Gerais.

O local onde a exploração irregular era realizada fica no distrito de Antônio Pereira. A operação foi realizada nesta terça-feira (10).

De acordo com PF, equipamentos usados no garimpo foram apreendidos durante a ação. Além disso, seis garimpeiros foram conduzidos à sede da Polícia Federal para prestar esclarecimentos.

Ainda segundo a PF, os trabalhos seguem para dar continuidade ao combate do ilegal do garimpo.

Quem pratica essa atividade pode responder por extração ilegal de recursos minerais sem autorização e por usurpação de matéria-prima da União. As penas podem chegar, respectivamente, a um ano e cinco anos de prisão, além de multa.

Garimpo ilegal em Mariana

Também nesta terça-feira (10), outra operação combateu garimpo ilegal no Rio Gualaxo, no município de Mariana, vizinho a Ouro Preto, na Região Central do estado.

Esta operação foi realizada pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e pela Polícia Militar, com apoio aéreo de helicóptero da Polícia Civil de Minas Gerais.

De acordo com o Ibama, foram apreendidos e inutilizados 9 motores estacionários, 4 bombas d'água e 2 balsas de garimpo.

O instituto reforça que "o garimpo ilegal causa diversos danos ao meio ambiente, e esses impactos se estendem à saúde da população que utiliza os rios como fonte de alimento, trabalho ou lazer, podendo causar grande prejuízo para as comunidades".

Outras Notícias