PMOP: Informativo

Ouro Preto comemora 7 de setembro lembrando os Modernistas

PMOP: Informativo 07/09/2021/ 18:22:08
Ouro Preto comemora 7 de setembro lembrando os Modernistas Fotos: Ane Souz/PMOP - Comemoração do 07 de setembro

Publicado por Nízea Coelho - Prefeitura de Ouro Preto

Em 2022, o Brasil celebra 200 anos da Independência do Reino de Portugal e 100 anos da Semana de Arte Moderna. As comemorações, no entanto, tiveram início nesta terça-feira, 7 de setembro de 2021. Com uma pequena cerimônia, em razão da pandemia, os dois momentos marcantes da história foram lembrados em frente à Casa de Gonzaga.

Às 10 horas, o prefeito Angelo Oswaldo deu início à solenidade, lembrando a importância do momento para o povo brasileiro. “Este é um momento muito especial para toda a nação brasileira que reconhece, no dia sete de setembro, data inaugural da nossa nação como Estado soberano, independente e como povo livre”. Ele enfatizou ainda o significado das comemorações para o Município. “Ouro Preto comemorou a Independência do Brasil em clima de respeito à democracia e reafirmando o nosso compromisso com o país. O desejo de liberdade sempre aflorou nas pedras da cidade, por isso o Município é o ponto de convergência de todo o sentimento maior da nacionalidade, do compromisso do povo brasileiro com a liberdade, com a justiça, a democracia e a paz”.

A vice-prefeita, Regina Braga completou que “é uma grande honra celebrar 199 anos da Independência do nosso Brasil aqui nesse solo. Ouro Preto é o símbolo maior da liberdade”.

A fiscal de Posturas da Prefeitura de Ouro Preto, Cláudia Fernandes enfatizou que “cada dia é uma dádiva e hoje, diante das comemorações da independência do Brasil e abertura das comemorações da semana da arte moderna brasileira, me sinto honrada e agradecida por fazer parte de um pedacinho da história de Ouro Preto. Viva o barroco mineiro e viva Morro da Queimada 301 anos!”.

Também estiveram presentes na cerimônia os secretários de Turismo, Indústria e Comércio, Rodrigo Câmara, de Desenvolvimento Social, Edvaldo Rocha, de Defesa Social, Juscelino Gonçalves, Educação, Rogério Fernandes e a adjunta da pasta, Débora Etrusco, o comandante da 2ª Companhia de Bombeiros Militar de Minas Gerais, capitão Márcio Gustavo Guerra Toledo, o capitão do 52º Batalhão da Polícia Militar de Minas Gerais, Alexandre Guimarães Lasnor, o comandante da Guarda Civil Municipal, Jonathan Marotta, a soldada da 2ª Companhia de Bombeiros Militar de Minas Gerais, Caroline Caetano Domingos, a Sociedade Musical Bom Senhor Jesus de Matosinhos, a Fanfarra da Escola Municipal Juventina Drumond, o Tenente Bombeiro Militar, Pedro Aihara, que fez a leitura da carta de homenagem à Eliane da Silva Gualberto, vítima da Covid-19, que hoje representa as milhares de pessoas que lutam pela sobrevivência.

Ao som da Sociedade Musical Bom Jesus de Matosinhos, a bandeira do Brasil foi desenrolada nas janelas da Casa de Gonzaga. Já a Fanfarra Juventina Drummond, foi responsável pelo encerramento da solenidade com um cortejo até o Teatro Municipal Casa da Ópera, testemunha edificada da concretização do Modernismo Brasileiro. 

Outras Notícias