CMOP: Informativo

Câmara de Ouro Preto requer informações sobre o Colégio Dom Bosco

CMOP: Informativo 19/02/2021/ 16:26:02
Câmara de Ouro Preto requer informações sobre o Colégio Dom Bosco Foto / Arquivo: Pinterest (Direitos autorais não requeridos) - Prédio do antigo Colégio Dom Bosco em Cachoeira do Campo-MG 

Publicado por Assessoria de Comunicação e Eventos - Câmara Municipal de Ouro Preto

Na 14ª Reunião Ordinária da Câmara Municipal de Ouro Preto, realizada na quinta-feira (18), entrou na pauta a situação atual do Colégio Dom Bosco, localizado no distrito de Cachoeira do Campo.

O local já foi uma escola, abrigou o Regimento Regular de Cavalaria de Minas, considerado o início da Polícia Militar do Estado de Minas Gerais, além de já ter sido um hotel, gerando emprego e renda para o município.

Ademais, o conjunto arquitetônico, paisagístico e arqueológico do Centro Dom Bosco foi tombado pelo Conselho Estadual do Patrimônio Cultural de Minas Gerais, já que possui grande valor histórico e a estrutura preserva técnicas construtivas e estilos característicos de várias épocas. Vale o destaque que o espaço já despertou o interesse de  instituições de ensino, como a Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) e empresas para utilizar e conservar, revelando que o Colégio Dom Bosco se mantém como um importante atrativo na região, no entanto, o espaço continua sem destinação.

A reivindicação partiu do Vereador Vantuir Antônio da Silva (PSDB), através da Representação Nº 58/2021, que solicita ao Departamento Jurídico, representado por Carlos Eduardo Silva Pereira,  informações sobre a área. “Hoje o Dom Bosco pertence aos Salesianos, ou seja, não pertence ao Estado. O município tem tratativas em relação a este assunto para ter a definição judicial sobre a destinação, especialmente como fonte de emprego e renda para os munícipes.”, disse.

Além disso, Vantuir reforçou a necessidade de dar um retorno à população. “Em 2013, o governo municipal propôs o uso em comodato, agora depende do movimento político e que seja destinado em atendimento ao povo.”, afirmou.

O Vereador Naércio França (Republicanos) também trouxe contribuições ao caso e apresentou o Requerimento Nº 91/2021, que requer informações sobre o andamento jurídico acerca do Centro Dom Bosco. O vereador apresentou um vídeo que mostra a deterioração do prédio, especialmente em parte do telhado e em risco de se tornar criadouro da dengue. “Não podemos admitir que este local seja destinado a loteamento e ‘às traças’. A situação é crítica.”, apontou.

O vereador Mercinho (MDB) também se solidarizou com a matéria. “É triste ver estas cenas, estudei lá e tenho muitas lembranças.”, reforçou. Por fim, o vereador autor acrescentou que aguarda um posicionamento e se mantém esperançoso quanto a uma solução favorável ao povo. “É uma causa coletiva e representa o coração de Cachoeira do Campo, tem valor cultural e social.”, concluiu.

Outros assuntos

Outras matérias foram analisadas e aprovadas pelos edis durante a 14ª Reunião Ordinária, entre elas o Requerimento Nº 87/2021, de autoria do vereador Vander Leitoa (Solidariedade), que solicita a criação de um Projeto de Lei, pelo poder executivo, que estabeleça o direcionamento de receitas extras e exclusivas no importe de 10% aos distritos diretamente afetados pelas atividades mineradoras.

Ainda durante a reunião, foi aprovada a Indicação Nº147/2021, de autoria do vereador Kuruzu (PT), solicitando a construção de um abrigo na entrada do Presídio de Ouro Preto, para atender visitantes dos encarcerados. Segundo o autor, essa é uma reivindicação recorrente da população, e a construção deve ser feita em entendimento com o Diretor do Presídio e em parceria com o Estado. A intenção é que o espaço conte com sanitários e bebedouros para atender os visitantes, nas imediações da entrada do Presídio, onde há terreno público, pertencente ao Estado.

A Representação Nº 60/2021, de autoria do Vereador Renato Zoroastro (MDB), que solicita que a Universidade Federal de Ouro Preto estude a possibilidade de criação de um Projeto de Atenção ao Atleta de Alto Rendimento do município de Ouro Preto e a Indicação Nº 139/2021, de autoria do Vereador Mercinho (MDB), que pleiteia a criação de um espaço de valorização do artesanato em Pedra Sabão também foram aprovadas.  

Outras Notícias
Cachoeira do Campo Rádio Sideral