PMOP: Informativo

Ouro Preto recebe Encontro Nacional da Rede PEA-UNESCO em setembro

PMOP: Informativo 09/09/2019/ 14:04:22
Ouro Preto recebe Encontro Nacional da Rede PEA-UNESCO em setembro

A histórica cidade de Ouro Preto, em Minas Gerais, se transformará em um importante palco de discussões e debates sobre a educação. Nos dias 11, 12 e 13 de setembro, ocorre o Encontro Nacional do Programa de Escolas Associadas da UNESCO. As 800 vagas disponíveis para inscrição foram esgotadas, o que obrigou a organização a abrir uma nova sala com transmissão simultânea.

“O objetivo do Encontro Nacional é proporcionar um ambiente de trocas entre os educadores da Rede PEA-UNESCO, bem como promover a formação sobre os temas centrais de nosso trabalho, como a educação para o desenvolvimento sustentável, a cultura da paz, inovação e cidadania global”, explica Myriam Tricate, coordenadora nacional do PEA-UNESCO. Neste ano, também, a UNESCO celebra o Ano Internacional das Línguas Indígenas, e este será um dos pontos altos do encontro.

Estará presente a coordenadora internacional da Rede PEA-UNESCO, Sabine Detzel, que vai falar sobre a agenda global da educação 2030 e o papel das escolas associadas. Outro palestrante é o filósofo, historiador e psicólogo Daniel Munduruku, escritor pertencente a etnia indígena mundurucu e Doutor em Educação pela USP. Miguel Thompson abordará a inovação na formação dos professores para a educação no século XXI. Outros temas interessantes serão debatidos com outros especialistas ao longo do evento, como o trabalho e a liderança, a educação criativa e as fake news.

O encontro vai contar com a participação de diversas escolas associadas ao programa, que vão relatar um pouco dos projetos desenvolvidos por elas. Uma delas é a escola mineira Escola Estadual Dom Velloso, que desenvolveu um projeto mostrando aos alunos como a produção de doces de Ouro Preto contribui para o patrimônio material da cidade. O Colégio Poliedro, de São Paulo, vai contar um pouco sobre o uso da tecnologia para a inclusão de alunos com deficiência. Também haverá participação de escolas de Cabo Verde, Espanha, Japão, Moçambique e Portugal.

Entre as atrações culturais, estão confirmadas as participações da Orquestra Ouro Preto, Grupo Sarandeiros e Clube da Esquina (com Murilo Antunes, Telo Borges, Bárbara Barcellos e Flávio Venturini).

Segundo Myriam Tricate, o evento em Ouro Preto terá marcas muito próprias. “Será um encontro cheio de surpresas e momentos emocionantes com apresentações culturais cheias da sensibilidade mineira. Os encantos de Ouro Preto também trazem consigo desafios inerentes de logística. Assim, será nas pequenas e charmosas pousadas locais e caminhando por dentro da história que as escolas da UNESCO vão fazer um evento único nesta cidade, mundialmente conhecida como Patrimônio Cultural da Humanidade”.

 

Sobre a Rede PEA-UNESCO

Fundado mundialmente em 1953, a Rede PEA-UNESCO é um programa de dimensão mundial que hoje reúne mais de 11 mil escolas distribuídas em 180 países. No Brasil, a rede alcançou neste ano o número de 569 instituições associadas, entre escolas públicas e privadas. Além disso, há escolas prisionais, quilombolas, indígenas e rurais. O Brasil tem a 2ª maior rede do mundo, atrás apenas do Japão. As escolas atuam a partir dos valores da UNESCO, especialmente ligadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e dos temas estratégicos, entre eles a Cultura da Paz.

Assessoria de Comunicação - Prefeitura Municipal de Ouro Preto

Outras Notícias